Inspirado pelo filho, pai busca 13ª medalha no Vôlei Master

Publicado em: 17/11/2017 21:10

O ano de 2017 tem tudo para ser o melhor na carreira de Paulo Sérgio. Inspirado pelo filho João Pedro, mais conhecido por Matoso, levantador que disputa a Superliga masculina pela Corinthians/Guarulhos, ele está em busca da sua 13ª medalha no Vôlei Master. Mudando de rumo, desta vez o carioca vai tentar aumentar sua coleção no vôlei de praia, onde disputa a categoria 40+ masculino.

A história de Paulo não se confunde com a maior parte dos praticantes, pois o seu primeiro contato com a modalidade foi com 22 anos. Incentivado pelos amigos, ele começou a frequentar as quadras da Cidade Maravilhosa cada vez mais e hoje o voleibol se tornou uma verdadeira paixão na sua vida.
“Comecei a brincar com os amigos numa quadra perto de casa e aos poucos fui tomando gosto. Quando percebi eu já estava disputando campeonatos contra atletas que jogaram a vida toda. Eu nunca joguei em clube nenhum, aprendi na raça mesmo”, disse.

O CDV, onde tradicionalmente acontecem às disputas da competição, faz parte da história de Paulo Sérgio. Jogando vôlei indoor desde 2009 (entre ouro, prata e bronze), conquistou 12 medalhas, ficando fora do pódio apenas em 2008 e 2012.

Tido como exemplo dentro de casa, ele se tornou um referencial para o filho. Tanto que após uma tentativa frustrada de iniciar a carreira do pequeno João no futebol, o pai coruja ouviu o que já mais esperava, mas talvez fossem as palavras que ele mais quisesse ouvir nada vida.

"Eu quero jogar vôlei. Confesso que fiquei assustado na hora, mas em seguida o levei para a escolinha, para ele ter uma boa base e ganhar conhecimento. Desde então a sua carreira só deslanchou”, contou aos risos."

Os ensinamentos renderam bons frutos e hoje João Pedro disputa o maior campeonato de clubes do Brasil. Mesmo longe, o pai acompanha de perto a carreira do filho e espera comemorar em breve um título da Superliga.

“Eu fico ligado em tudo que acontece. Falo com ele todos os dias e sempre estamos trocando experiências sobre voleibol. Confesso que hoje o meu incentivo para continuar jogando é meu filho, se não fosse ele eu já teria parado. Só tenho a agradecer a minha família pelo apoio durante todos esses anos”, finalizou.

Após a derrota na semifinal para Highlander Voleibol Team, o quarteto Niterói Beach Volley, o qual Paulo representa, enfrentará a Associação Siderúrgica Tubarão na disputa pela medalha de bronze.

Além das disputas acirradas nas quadras de areia e do ginásio, que aconteceram diariamente, o CDV ofereceu uma grande estrutura de entretenimento, alimentação e lazer para os atletas e visitantes que passaram pelo Vôlei Master ao longo dos quatro primeiros dias de evento.

A competição também serve para movimentar a economia da cidade de Saquarema, na Região dos Lagos no litoral fluminense, que considera a competição como principal evento do calendário municipal. Uma equipe de aproximadamente 100 profissionais entre árbitros, delegados, prestadores de serviços e colaboradores da CBV trabalham para o sucesso do Vôlei Master 2017.

VEJA OS RESULTADOS DO VÔLEI DE PRAIA (DUPLAS)
http://www.aplicativoscbv.com.br/masterpd2/tabelad.asp

VEJA OS RESULTADOS DO VÔLEI DE PRAIA (QUARTETOS)
http://www.aplicativoscbv.com.br/masterpq2/tabelaq.asp

VEJA OS RESULTADOS DO VÔLEI DE QUADRA
http://www.scconsultoria.com.br/master-2017/

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro
 


Parceiros Oficiais