Final eletrizante termina com vitória da Light na 50+ masculina

Publicado em: 14/11/2017 16:05

Para quem acha que os veteranos do Vôlei Master não tem mais fôlego para jogar, os cinquentões do Círculo Militar do Paraná e da Light (RJ) deram um belo exemplo de condicionamento físico, superação, raça e determinação, tudo isso na final da categoria 50+ masculina disputada no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ).

A equipe paranaense chegou à final de maneira invicta. Já os cariocas buscavam o tricampeonato na categoria. O jogo começou com a equipe do Paraná jogando melhor, fechando o primeiro set em 25/18. No segundo set, a Light impôs um jogo mais ofensivo e fechou o set em 25/15.

No terceiro set, com o término dos jogos das quadras que integram o complexo do CDV, paranaenses e cariocas contavam com torcidas animadas. O set começou melhor para o Círculo Militar do Paraná que virou na frente 8/4. Os cariocas reagiram e empataram 8/8. Os paranaense voltaram a ficar em vantagem 12/9, mas viram a equipe bicampeã da categoria virar para 14/12. O jogo ganhou em emoção e dramaticidade com o Círculo Militar buscando a igualdade, e salvando quatro mach points. Para coroar o bom jogo, os paranaenses passaram à frente do placar 17/16, mas não aproveitaram a oportunidade e levaram a virada que culminou com a vitória da Light em 19/17, fechando o jogo em 2 sets a 1.

Ítalo do Nascimento, 51 anos, foi o destaque da equipe no terceiro set e comemorou como um menino a conquista do título.

“Essa vitória era muito desejada. Mesmo atrás do placar a gente nunca desistiu. A outra equipe foi muito guerreira e valorizou muito a nossa conquista. Quando o sangue esquenta dentro de quadra não tem idade. A gente rola, ataca, faz de tudo para virar a bola,” vibra o ponteiro da equipe campeã.

Jogador na adolescência e juventude, Ítalo diz que o Vôlei Master é a grande sacada da Confederação Brasileira de Voleibol para resgatar atletas que haviam abandonado as quadras.

“Você vê uma galera de 40, 50 anos correndo atrás da bola com todo gás. Jogando um voleibol redondinho. Essa final aqui foi sensacional. O Vôlei Master possibilitou isso, essa galera toda aqui jogando, é fantástico e não pode acabar nunca,” apela o carioca.

Na disputa do terceiro lugar, o Minas Tênis Clube (MG) venceu a Escolinha Pezão (MS) por 2 sets a 0 com duplo 25/19.

A categoria 40+ masculina contou com 14 equipes participantes de oito estados do Brasil. Foram realizadas na categoria 39 partidas no CDV.

Além das disputas acirradas nas quadras de areia e do ginásio, que aconteceram diariamente, o CDV ofereceu uma grande estrutura de entretenimento, alimentação e lazer para os atletas e visitantes que passaram pelo Vôlei Master ao longo dos quatro primeiros dias de evento.

A competição também serve para movimentar a economia da cidade de Saquarema, na Região dos Lagos no litoral fluminense, que considera a competição como principal evento do calendário municipal. Uma equipe de aproximadamente 100 profissionais entre árbitros, delegados, prestadores de serviços e colaboradores da CBV trabalham para o sucesso do Vôlei Master 2017.

VEJA OS RESULTADOS DO VÔLEI DE PRAIA (DUPLAS)
http://www.aplicativoscbv.com.br/masterpd2/tabelad.asp

VEJA OS RESULTADOS DO VÔLEI DE PRAIA (QUARTETOS)
http://www.aplicativoscbv.com.br/masterpq2/tabelaq.asp

VEJA OS RESULTADOS DO VÔLEI DE QUADRA
http://www.scconsultoria.com.br/master-2017/

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais